sábado, maio 25, 2024
HomeUncategorizedToto Wolff sobre o caso Horner: "Tenho de estar à altura da...

Toto Wolff sobre o caso Horner: “Tenho de estar à altura da função de modelo

Toto Wolff é o único chefe de equipa a comentar as alegações contra Christian Horner: o austríaco espera um processo minucioso e um efeito de aprendizagem

Toto Wolff, chefe de equipa da Mercedes, acredita que é importante ter um processo minucioso ao investigar as alegações contra Christian Horner, chefe de equipa da Red Bull, e sublinha que a Fórmula 1 deve fazer o que quer representar em público

Horner é atualmente objeto de uma investigação interna na Red Bull. É acusado de comportamento inapropriado em relação a uma funcionária da equipa, o que também poderá ter um grande impacto na equipa de Fórmula 1 se a Red Bull concluir que o britânico já não é aceitável como chefe de equipa.

Nos últimos meses, a própria Fórmula 1 tem feito uma intensa campanha por questões como a inclusão, a igualdade, a justiça e a diversidade. “E não se trata apenas de falar sobre isso, trata-se de o viver dia após dia. E penso que é esse o padrão que estabelecemos para nós próprios”, esclareceu Toto Wolff durante os testes de condução no Bahrein.

Ele vê os envolvidos como modelos num desporto global, e é por isso que um “processo preciso” ao lidar com Horner e as alegações é importante – ele quer esperar pelo resultado das análises antes de fazer quaisquer outros comentários.

“A Red Bull iniciou uma investigação independente e se esta for feita da forma correcta, com transparência e rigor, então é algo que temos de analisar, quais são os resultados e o que isto significa para a Fórmula 1 e como podemos aprender com isso”, disse o austríaco.

Porque não é realmente um tópico sobre o qual se queira falar na Fórmula 1: “Queremos falar sobre carros de corrida e sobre o desporto e não sobre estas questões muito, muito críticas que são mais do que apenas um problema para a equipa”, diz Wolff. “É um problema para a Fórmula 1 como um todo e, de forma mais geral, para todas as pessoas que trabalham lá fora.”

Wolff foi o único chefe de equipa a comentar o assunto durante a conferência de imprensa da hora de almoço no Bahrain. A ele juntaram-se Ayao Komatsu (Haas), Mike Krack (Aston Martin) Frederic Vasseur (Ferrari) e James Vowles (Williams).

As investigações na Red Bull ainda estão a decorrer e ainda não chegaram a nenhuma conclusão conhecida

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Most Popular

Recent Comments