quinta-feira, maio 30, 2024
HomeTennisAs estatísticas são favoráveis ao Bayern, mas o Milan e o Liverpool...

As estatísticas são favoráveis ao Bayern, mas o Milan e o Liverpool são um exemplo a seguir

As estatísticas têm sido um problema desde que a UEFA aboliu a regra dos golos fora de casa nas competições da Taça dos Campeões Europeus. As comparações com o passado são, portanto, um pouco distorcidas. No passado, o 2:2 do FC Bayern na primeira mão do FC Arsenal teria valido mais; um 0:0 ou 1:1 na segunda mão teria sido suficiente. Um resultado destes teria levado a um prolongamento ou mesmo a um desempate por grandes penalidades na quarta-feira à noite. A posição inicial é clara: o vencedor do jogo, independentemente do tempo que demorar, passará para as meias-finais.

No entanto, a situação inicial para o campeão alemão não é assim tão má. Na sua história na Taça dos Campeões Europeus, o clube de Munique empatou a primeira mão fora de casa 25 vezes e, posteriormente, passou 22 vezes. O FC Bayern sempre foi forte em casa. Por três vezes, regressou de uma primeira mão com um empate a 2-2 e avançou duas vezes.

Mas atenção: em 2007, a passagem à fase seguinte parecia próxima após um empate a 2-2 com o AC Milan em San Siro, mas “Pippo” Inzaghi pôs fim aos sonhos com dois golos na vitória do Milan por 2-0 na segunda mão. E o último empate fora de casa também terminou mal. Depois de um empate a zero com o Liverpool FC nos oitavos de final de 2018/19, o Bayern foi eliminado da competição após uma derrota por 3-1 na Allianz Arena.

Se o Bayern for eliminado na quarta-feira, será a quarta vez consecutiva que chega aos quartos de final. Mais recentemente, no entanto, foram sempre para a segunda mão com a hipoteca de uma derrota na primeira mão: 2:3 contra o Paris St. Germain em 2021, 0:1 no FC Villareal em 2022 e 0:3 no Manchester City há um ano

Último desempate por grandes penalidades em 2012

Se houvesse uma decisão por penáltis, seria uma raridade para Munique. A última vez que tiveram de enfrentar esta emoção numa eliminatória foi em 2012, na meia-final com o Real Madrid, onde chegaram à “Final dahoam”. O final desta história é bem conhecido: Derrota nos penáltis.

Leon Goretzka, que é o único jogador do Bayern ameaçado de cartão amarelo e que teria de ficar de fora da primeira mão da meia-final se fosse advertido, terá de estar atento na noite de quarta-feira.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Most Popular

Recent Comments