sábado, julho 20, 2024
HomeUncategorizedMbappé: "Então, seria um pouco sacana"

Mbappé: “Então, seria um pouco sacana”

Kylian Mbappé compareceu na conferência de imprensa que antecedeu o jogo da seleção francesa contra o Luxemburgo. Naturalmente, a maioria das perguntas centrou-se na sua transferência para o Real Madrid. O avançado deu a conhecer a sua vida interior

Quando talvez o melhor futebolista do mundo se muda para o melhor clube de futebol do momento, ninguém o consegue esconder. As primeiras palavras de Kylian Mbappé na terça-feira não foram exceção. “Antes de começar a conferência de imprensa, só quero dizer algumas palavras. Toda a gente já ouviu a notícia: é oficial, vou jogar no Real Madrid pelo menos nas próximas cinco épocas. É uma grande alegria, um sonho tornado realidade”, disse o jogador de 25 anos.
Um sonho que levou mais tempo para ser realizado do que muitos esperavam. Nos últimos anos, quase não houve uma janela de transferências em que a sua transferência do PSG para os brancos não tenha sido anunciada como perfeita. Mas Mbappé provou que todos estavam errados e permaneceu em Paris durante sete anos. Até à conclusão da transferência.

O que também lhe tirou um peso dos ombros. Mbappé estava “feliz, aliviado e orgulhoso” com a transferência, o que repetiu de imediato. “É um grande alívio, estou muito feliz e acho que se pode ver isso na minha cara. Joguei muito menos no final da época e toda a gente sabe porquê.”

Mbappé já tinha anunciado na altura que não iria renovar o seu contrato, e os dirigentes desiludidos à volta do presidente Nasser Al-Khelaifi fizeram-lhe um mau negócio. O craque viu-se de repente no banco de suplentes e não no centro das atenções. “Fizeram-me compreender, disseram-mo na cara”, recorda Mbappé. Mas também tinha defensores, sobretudo o treinador e o diretor desportivo. “Luis Enrique e Luis Campos salvaram-me. Sem eles, não teria regressado aos relvados.

Águas passadas para Mbappé, que agora quer virar uma nova página. “É assim que as coisas são. Quando se é um jogador de ponta, é preciso se adaptar. A falta de treinos não preocupa o jogador. “Isso não é desculpa para mim neste Campeonato da Europa. Estou a tentar recuperar a forma o melhor que posso e quero ajudar a seleção francesa e tentar trazer o troféu para casa.”

Mbappé não quer ser um “sacana “

Mbappé não escondeu o facto de estar a deixar Paris com sentimentos ambivalentes após as últimas semanas. Houve coisas que o deixaram infeliz, mas não foi capaz de as mostrar “porque eu era um líder e não se segue alguém que está deprimido”.

Mas Mbappé sabe muito bem que isto é reclamar a um nível elevado. “Seria um pouco sacana se dissesse que estava infeliz no PSG”, disse, acrescentando que recebe “muito dinheiro” por jogar futebol. “Há pessoas que recebem muito menos por trabalharem em fábricas. É completamente inapropriado para mim, Kylian Mbappé, queixar-me ao mundo quando acontecem coisas terríveis no mundo. Foi assim que fui educado.”

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Most Popular

Recent Comments