terça-feira, junho 18, 2024
HomeUncategorizedLautaro Martinez, emocionado, anuncia: "Queremos mais troféus"

Lautaro Martinez, emocionado, anuncia: “Queremos mais troféus”

A Inter de Milão não tinha como vencer. E foi assim que os nerazzurri se sagraram campeões no dérbi de segunda-feira à noite, a cinco jornadas do fim da Serie A. Lautaro Martinez derramou lágrimas

As estatísticas nem sempre revelam a realidade. Mas no caso do merecido título de campeão italiano 2023/24 do Inter de Milão, que está 17 (!) pontos à frente do resto do pelotão graças à sua vitória por 2:1 no dérbi contra o rival Milan, a cinco jornadas do fim, a situação é clara. Os números dos nerazzurri sublinham o que está a acontecer em campo há 33 jornadas – grandes e ousados.

Apenas uma derrota? Os mais próximos são a campeã Juventus e o surpreendente Bologna, com cinco cada. 79 golos marcados? O melhor número, bem à frente do segundo classificado, o Milan (64). 18 golos sofridos? Apenas Juve e Bologna (26 cada) se aproximam.

Isso deve agradar particularmente ao bem-sucedido treinador Simone Inzaghi, que está no comando desde 2021 e “apenas” treinou uma equipa vencedora de uma taça três vezes até agora (Lazio em 2019 e Inter nas duas temporadas mais recentes). O antigo profissional de 48 anos e duplo vencedor da Lazio em 2000 orquestrou o que era no papel uma equipa de alta qualidade numa unidade homogénea. Inzaghi também soube integrar novos jogadores, como o guarda-redes Yann Sommer e o goleador Marcus Thuram, de forma perfeita e, acima de tudo, com sucesso desde o início.

Lautaro está emocionado

Enquanto o primeiro marcou impressionantes 18 golos (!) em 30 jogos na Serie A após a sua breve passagem pelo Bayern de Munique, o francês, que chegou do Gladbach no verão, marcou 12 golos e deu 11 assistências em 31 jogos. Thuram surgiu imediatamente como um parceiro agradável para o capitão Lautaro Martinez (23 golos em 29 jogos) – e isto depois de o campeão do mundo argentino só ter perdido o seu parceiro de longa data e fiador Romelu Lukaku (Roma) em relação à época 2022/23

Nesta segunda-feira de dérbi, foi Lautaro quem se colocou em frente ao microfone da DAZN imediatamente após o apito final e expressou o que o Inter de Milão tinha conseguido no caminho para o 20º Scudetto da história do clube.

Com os olhos ligeiramente marejados de lágrimas, o goleador de 26 anos (no clube desde 2018) disse: “Tenho de chorar porque merecemos muito esta alegria. Trabalhamos muito, sofremos muito, e dedico este título à minha família na Argentina, aos meus filhos, aos meus companheiros de equipa e a todos os adeptos”. E continuou: “Estou duplamente feliz por o termos conseguido fazer aqui hoje. Eu disse à equipe que estamos em uma situação especial que nunca estivemos antes – conseguir uma vitória aqui no Estádio Rossoneri.” E, ao fazê-lo, deixar tudo claro em termos de campeonato a cinco jornadas do fim.

Aliás, uma vitória no Scudetto nunca tinha sido alcançada antes na longa história da Serie A – também estava reservada ao FC Torino em 1947/48, à Fiorentina em 1955/56, à Juventus em 2018/19, ao Napoli em 2022/23 e ao Inter uma vez antes (2006/07).

“A festa não vai acabar esta noite “

Lautaro, que atualmente só tem contrato até 2026 e com quem o clube está a trabalhar numa extensão há algum tempo, não quis entrar em conversações formais ou perspectivas futuras no final. Limitou-se a garantir que espera que as partes encontrem uma boa solução e continuem a sua colaboração – e preferiu trombetear para o mundo: “Hoje quero desfrutar da vitória no Scudetto, para a qual trabalhámos tanto desde os preparativos no Japão. Fizemos história, a festa não vai acabar esta noite”. E depois? “Queremos ganhar muitos mais troféus com o Inter.”

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Most Popular

Recent Comments