terça-feira, julho 23, 2024
HomeUncategorizedFonseca quer dar a volta ao Milan de forma definitiva: "É preciso...

Fonseca quer dar a volta ao Milan de forma definitiva: “É preciso correr riscos”

Alguém está feliz: o novo treinador do Milan, Paulo Fonseca, não esconde que a Itália é algo de muito especial para ele – e que quer dar aos seus Rossoneri um ADN especial

Paulo Fonseca é o novo treinador do Milan desde meados de junho. No entanto, o técnico português só agora foi oficialmente apresentado – e falou longamente sobre os seus objectivos e o seu regresso a Itália.

Para relembrar: o antigo defesa-central já tinha trabalhado na Serie A entre 2019 e 2021. Na AS Roma. Embora não tenha tido um sucesso retumbante na capital – saiu no final da temporada 2020/21 – o seu amor pelo futebol italiano e pelo país há muito que tinha sido reacendido.

Fonseca sublinhou-o claramente na sua primeira entrevista em profundidade à Milan TV: “Estou encantado com Itália, é um país lindo. Come-se sempre bem, as pessoas são cheias de emoção e divertidas”. Esta impressão já tinha ficado bem gravada na sua mente durante a sua passagem pela capital: “Quando deixei a Roma, pensei seriamente em ficar em Itália para sempre. Por isso, estou ainda mais feliz por estar de volta agora.”

Agora, talvez seja melhor ficar em Itália por muito tempo – segundo o antigo treinador do OSC Lille, Shakhtar Donetsk, Sporting de Braga e FC Porto: “Sou casado com uma ucraniana, vivi em Moçambique, Portugal, Ucrânia e França. Todas estas experiências enriqueceram a minha vida até agora”. Mas, aparentemente, nenhuma delas foi tão duradoura como as vividas em Itália.

“O Milan é um clube global que toda a gente no mundo conhece “

Mas o que é preciso para continuar a ser treinador do Milan nos próximos anos? Sucesso duradouro como seu antecessor Stefano Pioli, que tirou o tradicional clube da obscuridade e o levou ao Scudetto de 2022. Fonseca sabe muito bem disso: “Sinto uma grande responsabilidade sobre mim, mas também orgulho. Quando se chega a um clube como o Milan, a grande história ressoa sempre. O Milan é um clube global que toda a gente conhece. Também eu sempre o segui e a todas as suas equipas – e a jogadores como Gullit, Rijkaard, van Basten, Baresi, Costacurta, Maldini e Tassotti. “

Também não é difícil “guardar para sempre as grandes memórias da história do Milan”. Como é que Fonseca quer agora fazer novas entradas nos livros de história? Jogando um futebol impressionante que fará tremer San Siro com adeptos entusiastas na próxima época: “Espero construir aqui algo que nos una e nos forme numa unidade forte.”

O novo treinador do AC também dá uma ideia da sua própria filosofia: “Acho que é preciso correr riscos na vida, o que também significa ter a coragem de ser diferente. Nós, treinadores, temos uma obrigação para com as pessoas que gostam de futebol”. Não se trata apenas de ganhar. “Temos de criar espetáculo – e precisamos de coragem para o fazer. É essa a minha maneira de pensar.”

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Most Popular

Recent Comments